Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Scarlett Johansson’

2010 praticamente terminou e, pra comemorar, eu publico a terceira edição da minha listinha das “mulheres mais belas do mundo” (ou seja lá qual for a melhor denominação pra isso), seguindo a onda de diversas revistas e publicações que fazem isso todo fim de ano (a VIP escolheu a “panicat” Juju Salimeni, a GQ americana ficou com Scarlett Johansson, a Esquire deu o título pra Minka Kelly e assim por diante).  Dessa vez estou fazendo um pouco diferente – um Top 20 com 10 brasileiras e 10 estrangeiras em cada posição, e depois mais 50 mulheres que merecem uma menção em ordem alfabética. Claro que a lista não é exaustiva, e eu de vez em quando costumo lembrar de alguém que esqueci. Quem quiser publicar a sua própria lista, fique à vontade para deixá-la nos comentários (pode ser uma lista de homens também, se for o caso). Enjoy.

 

1)

 Paola Oliveira

   

Anne Hathaway

   

   

2)

Andreia Horta

    

Rachel McAdams

    

      

3)

Luisa Micheletti

    

Natalie Portman

 

       

4)

Fernanda de Freitas

          

Mary Elizabeth Winstead

        

 

5)

Alinne Moraes

             

Christina Hendricks

         

        

         

6)

Giovanna Ewbank

                 

Scarlett Johansson

 

          

7)

Branca Messina

          

Jessica Alba

 

            

8 )

Erika Mader

                

Erica Durance

 

             

          

9)

Letícia Sabatella

       

Kate Beckinsale

 

        

10)

Mariana Ximenes

                

Ludivine Sagnier

 

     

      

+++++

Alessandra Ambrósio

   

Alice Braga 

     

Angelina Jolie

  

Amanda Peet

           

Amanda Riguetti

 

Amanda Seyfried

             

Amber Heard     

      

Billie Piper

   

Britney Spears

 

Bruna Linzmeyer

   

Carol Castro

    

Carolina Dieckmann

     

Chan Marshall (aka Cat Power)

 

Daisy Lowe

 

Dani Suzuki

 

     

Eliza Dushku

      

Emma Roberts

   

Emma Stone

 

Emma Watson

 

Emmy Rossum    

    

 

Freida Pinto

      

Gemma Arterton

 

Grazi Massafera

       

Hayley Williams

    

Julianne Moore

           

Julie Bowen

 

Katy Perry

   

Keira Knightley

                 

Kelly Reilly

         

Kristen Bell

           

Kristen Stewart

       

Leighton Meester

     

Maria Flor

            

Marion Cotillard

        

Marjorie Estiano

          

Mary-Louise Parker

       

Mena Suvari

               

Mila Kunis

          

     

Milena Toscano

           

Minka Kelly      

            

Olivia Wilde

         

Rachel Bilson

       

Rachel Weisz 

                    

Rosane Mulholland 

                

Sarah Shahi

 

          

Sienna Guillory

       

Sienna Miller

         

Sophia Bush

         

Read Full Post »

A Comic-Con continua rolando em San Diego e hoje foi um grande dia pros fãs dos heróis dos quadrinhos. Foi finalmente anunciado e confirmado o elenco principal do filme “Os Vingadores” (The Avengers), o super-grupo que reúne os principais justiceiros do mundo Marvel (que seria o equivalente aos Super-Amigos, ou Liga da Justiça, no universo DC Comics). Vejam a foto abaixo e delirem:

Da esquerda para a direita: Robert Downey Jr. (Homem-de-Ferro), Clark Gregg (Agente Phil Coulson), Scarlett Johansson (Viúva Negra), Chris Hemsworth (Thor), Chris Evans (Capitão América), Samuel L. Jackson (Nick Fury), as grandes novidades Jeremy Renner (Gavião Arqueiro) e Mark Rufallo (que substituirá Edward Norton como o Hulk), e mais o diretor do filme, Joss Whedon, e o presidente do Estúdio Marvel, Kevin Feige.

O filme está previsto para o verão americano de 2012. 

Enquanto isso, no estúdio rival (a já citada DC Comics), rolou a coletiva do filme “Lanterna Verde”, que chegará às telas no verão de 2011 com Ryan Reynolds interpretando o herói. Reynolds, aliás, deixou escapar o nome de um dos vilões do filme, que vinha sendo guardado a sete chaves: ninguém menos que Parallax, que quem é fã do herói conhece bem como um dos vilões mais poderosos que ele já enfrentou.

Na foto abaixo, parte do elenco do filme: Peter Sarsgaard (que faz o cientista cabeçudo Hector Hammond), Blake Lively e seu super decote (a mocinha Carol Ferris, que pelo menos nos quadrinhos se torna uma vilã), Reynolds e Mark Strong (o bigodudo Sinestro).

Curiosidade: Quem notou que há um cruzamento entre os dois universos rivais? Dica: o Lanterna Verde é casado com a Viúva Negra. 

Read Full Post »

A entrega dos prêmios Tony, o Oscar do teatro americano, aconteceu na noite de domingo em Nova York, e a cerimônia teve de tudo, desde astros de Hollywood até estrelas da TV, passando, é claro, pelas lendas da Broadway e até mesmo por roqueiros. A apresentação ficou a cargo de Sean Hayes (foto), mais conhecido como o afetado Jack da série “Will & Grace” e ele próprio um dos indicados ao Tony de melhor ator em musical por sua performance em “Promises, Promises” (o musical de Burt Bacharach baseado no filme “Se Meu Apartamento Falasse”, atualmente em cartaz) – ele perdeu o prêmio, mas teve muitos bons momentos na noite, como quando entrou vestido de Homem-Aranha tentando descobrir como o herói aracnídeo conseguirá cantar com a máscara (explicando a piada: estreia até o fim do ano em Nova York “Spiderman, the Musical”, com músicas de Bono e The Edge e direção de Julie Taymor).

A grande surpresa da noite foi a vitória do musical “Memphis” nas principais categorias, derrotando os favoritos “Fela” (sobre o líder africano Fela Kuti) e “American Idiot” (o musical baseado no álbum do Green Day). “Memphis” levou os prêmios de melhor musical, melhor livro (de Joe DiPietro, conhecido por “I Love You, You´re Perfect, Now Change”) e melhor trilha (com músicas compostas por David Bryan, tecladista da banda Bon Jovi, em sua estreia no mundo do teatro). Já o melhor revival musical do ano, como esperado, foi “La Cage Aux Folles”, mais conhecido por aqui como “A Gaiola das Loucas” – e um dos seus astros, Douglas Hodge, foi eleito o melhor ator do ano.

 

 

Já na categoria das peças houve dominação total da nova versão de “Fences”, o clássico do teatro negro escrito por August Wilson, e da “importada de Londres” “Red”. Além de melhor revival do ano, a primeira teve premiado o seu casal de protagonistas – ninguém menos que Denzel Washington e Viola Davis (foto); por usa vez, a segunda foi escolhida a melhor peça e ainda teve o melhor ator coadjuvante – o inglês Eddie Redmayne.

Além de Washington, o mundo do cinema teve mais duas representantes premiadas: Catherine Zeta Jones mostrou que sua faceta cantora mostrada nas telas em “Chicago” não era brincadeirinha, e foi eleita a melhor atriz em musical por sua atuação em “A Little Night Music”, o clássico de Stephen Sondheim (e olha que ela divide o palco com a veterana e veneranda Angela Lansbury). Já a sempre linda Scarlett Johansson arrasou em sua estreia nos palcos da Broadway e levou o prêmio de atriz coadjuvante pela peça “A View to the Bridge”, de Arthur Miller.

 

 

Além dos prêmios em si, a festa (mais curta e interessante que Oscars, Golden Globes e Grammys da vida, diga-se de passagem) teve outros momentos bem bacanas: as performances do duo do seriado “Glee”, Lea Michelle (foto) e Matthew Morrison; Nathan Lane e Bebe Neuwirth tirando sarro de si mesmos por não terem sido indicados ao prêmio por suas atuações em “The Addams Family” (eles fazem o casal Gomez e Morticia); e Kristin Chenoweth fazendo o mesmo por não ter sido indicada por seu papel em “Promises, Promises” – a primeira vez em que ela não é indicada ao fazer uma peça na Broadway.

 

 

Segue abaixo a lista completa com todos os ganhadores (para mais informações sobre todas as peças, é só pesquisar nos posts anteriores do blog) :

Melhor Peça
Red (de John Logan)

Melhor Musical
Memphis

Melhor Livro (de um Musical)
Memphis (de Joe DiPietro)

Melhor Trilha Composta para Teatro (Música e/ou Letras)
Memphis (música de David Bryan, letras de Joe DiPietro e David Bryan)

Melhor Revival – Peça
Fences

Melhor Revival – Musical
La Cage aux Folles

Melhor Ator – Peça
Denzel Washington, Fences

Melhor Atriz – Peça
Viola Davis, Fences

Melhor Ator – Musical
Douglas Hodge, La Cage aux Folles

Melhor Atriz – Musical
Catherine Zeta-Jones, A Little Night Music

Melhor Ator Coadjuvante – Peça
Eddie Redmayne, Red

Melhor Atriz Coadjuvante – Peça
Scarlett Johansson, A View from the Bridge

Melhor Ator Coadjuvante – Musical
Levi Kreis, Million Dollar Quartet

Melhor Atriz Coadjuvante – Musical
Katie Finneran, Promises, Promises

Melhor Cenário – Peça
Christopher Oram, Red

Melhor Cenário – Musical
Christine Jones, American Idiot

Melhor Figurino – Peça
Catherine Zuber, The Royal Family

Melhor Figurino – Musical
Marina Draghici, Fela!

Melhor Iluminação – Peça
Neil Austin, Red

Melhor Iluminação – Musical
Kevin Adams, American Idiot

 Melhor Sonoplastia – Peça
Adam Cork, Red

Melhor Sonoplastia – Musical
Robert Kaplowitz, Fela!

Melhor Direção – Peça
Michael Grandage, Red

Melhor Direção – Musical
Terry Johnson, La Cage aux Folles

Melhor Coreografia
Bill T. Jones, Fela!

Melhor Orquestração
Daryl Waters & David Bryan, Memphis

Lifetime Achievement Awards
Alan Ayckbourn (autor)

Marian Seldes (atriz)

 

Read Full Post »

Três das oito indicadas a melhor peça ou melhor revival não estão mais em cartaz em Nova York. A primeira delas tem título e conteúdo bastante curiosos. “In the Next Room or the Vibrator Play”, de Sarah Ruhl, se passa numa época em que a eletricidade ainda era uma novidade e usa como mote o suposto fato histórico de que médicos utilizavam um vibrador elétrico para tratar pessoas diagnosticadas com histeria. Na peça, um médico (Michael Cerveris) recebe pacientes em casa e faz uso do tal tratamento, até que a esposa dele (Laura Benanti) fica curiosa  com os sons que vem do consultório.

 

As outras duas eram remontagens. “The Royal Family”, um clássico dos anos 20 escrito por George S.Kauffman e Edna Ferber, contava a história de uma família de atores, inspirada nos Barrymore. O elenco tinha a duplamente indicada ao Tony (por esta peça e por “Lend Me a Tenor”) Jan Maxwell, a veterana Rosemary Harris, Tony Roberts, John Glover (o Lionel Luthor de “Smallville”) e outros. Já “A View to the Bridge”, de Arthur Miller, chamou bastante atenção por ser a estreia da estrela Scarlett Johansson nos palcos da Broadway. E ela não decepcionou, levando muita gente ao teatro e sendo indicada ao Tony de atriz coadjuvante. No drama trágico, um trabalhador (o ótimo Liev Schreiber, também indicado) é apaixonado por sua sobrinha de 17 anos (Scarlett), e fica louco de ciúmes quando ela se interessa por um rapaz mais jovem.

Read Full Post »

… Ryan Reynolds. Não satisfeito em ser o grande Van Wilder (se nunca ouviu este nome, assista “O Dono da Festa”) ryan reynoldse Deadpool (em “Wolverine” e no filme solo já em pré-produção) e em fazer filmes bacanas como “Três Vezes Amor”, “A Hora do Rango”, “Blade Trinity” e “A Grande Cartada”, o cara acaba de ser escolhido para ser o Lanterna Verde no cinema. Como se fazer par romântico com Sandra Bullock, Rachel Weisz, Isla Fischer, Elizabeth Banks, Amy Smart e Anna Faris nas telas não fosse o bastante, ele ainda se casou (na vida real) com ninguém menos que Scarlett Johansson. E ele tem só 32 anos (sim, a minha idade). É, definitivamente não é nada mal ser Ryan Reynolds.

Read Full Post »