Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘rachel mcadams’

Os trailers dos blockbusters do verão americano começam a aparecer. Pra começar, “Capitão América: o Primeiro Vingador”:

Notem o impressionante efeito à la Benjamin Button que faz Chris Evans ficar mirradinho no início do filme e o calibre do elenco de apoio (Tommy Lee Jones, Stanley Tucci, Dominic Cooper, Hugo Weaving e a bela Hailey Atwell – e olha que o Samuel L. Jackson nem aparece ainda).

 

A seguir, “Thor”:

Acompanhando o protagonista Chris Hemworth no filme dirigido por Kenneth Branagh estão ninguém menos que os ganhadores do Oscar Natalie Portman e Anthony Hopkins e a gracinha da Kat Dennings (“Nick & Norah, uma Noite de Amor e Música”) – e Samuel L. Jackson de novo.

 

Finalmente, o “Lanterna Verde”:

 

E aí, qual trailer é o mais legal? Qual dos filmes de super-heróis vocês mais querem ver? Eu particularmente to bem ansioso pelo do Lanterna, que sempre foi o meu herói preferido. Mas os outros filmes parecem bem promissores também. E ainda tem “X-Men First Class”.

 

Enquanto pensam, que tal irem pra um lado mais intelectual com o novo Woody Allen, dessa vez filmado em Paris?

Esse sim promete, não? E o elenco, nada mal, hein? Rachel McAdams, Owen Wilson, Marion Cotillard, Michael Sheen, Carla Bruni, e ainda tem a Kathy Bates e o Adrien Brody que não aparecem nesse trailer. É, acho que tô um pouquinho mais ansioso por “Midnight In Paris” que pelo “Lanterna Verde”. Mas só um pouquinho.

Anúncios

Read Full Post »

2010 praticamente terminou e, pra comemorar, eu publico a terceira edição da minha listinha das “mulheres mais belas do mundo” (ou seja lá qual for a melhor denominação pra isso), seguindo a onda de diversas revistas e publicações que fazem isso todo fim de ano (a VIP escolheu a “panicat” Juju Salimeni, a GQ americana ficou com Scarlett Johansson, a Esquire deu o título pra Minka Kelly e assim por diante).  Dessa vez estou fazendo um pouco diferente – um Top 20 com 10 brasileiras e 10 estrangeiras em cada posição, e depois mais 50 mulheres que merecem uma menção em ordem alfabética. Claro que a lista não é exaustiva, e eu de vez em quando costumo lembrar de alguém que esqueci. Quem quiser publicar a sua própria lista, fique à vontade para deixá-la nos comentários (pode ser uma lista de homens também, se for o caso). Enjoy.

 

1)

 Paola Oliveira

   

Anne Hathaway

   

   

2)

Andreia Horta

    

Rachel McAdams

    

      

3)

Luisa Micheletti

    

Natalie Portman

 

       

4)

Fernanda de Freitas

          

Mary Elizabeth Winstead

        

 

5)

Alinne Moraes

             

Christina Hendricks

         

        

         

6)

Giovanna Ewbank

                 

Scarlett Johansson

 

          

7)

Branca Messina

          

Jessica Alba

 

            

8 )

Erika Mader

                

Erica Durance

 

             

          

9)

Letícia Sabatella

       

Kate Beckinsale

 

        

10)

Mariana Ximenes

                

Ludivine Sagnier

 

     

      

+++++

Alessandra Ambrósio

   

Alice Braga 

     

Angelina Jolie

  

Amanda Peet

           

Amanda Riguetti

 

Amanda Seyfried

             

Amber Heard     

      

Billie Piper

   

Britney Spears

 

Bruna Linzmeyer

   

Carol Castro

    

Carolina Dieckmann

     

Chan Marshall (aka Cat Power)

 

Daisy Lowe

 

Dani Suzuki

 

     

Eliza Dushku

      

Emma Roberts

   

Emma Stone

 

Emma Watson

 

Emmy Rossum    

    

 

Freida Pinto

      

Gemma Arterton

 

Grazi Massafera

       

Hayley Williams

    

Julianne Moore

           

Julie Bowen

 

Katy Perry

   

Keira Knightley

                 

Kelly Reilly

         

Kristen Bell

           

Kristen Stewart

       

Leighton Meester

     

Maria Flor

            

Marion Cotillard

        

Marjorie Estiano

          

Mary-Louise Parker

       

Mena Suvari

               

Mila Kunis

          

     

Milena Toscano

           

Minka Kelly      

            

Olivia Wilde

         

Rachel Bilson

       

Rachel Weisz 

                    

Rosane Mulholland 

                

Sarah Shahi

 

          

Sienna Guillory

       

Sienna Miller

         

Sophia Bush

         

Read Full Post »

O Oscar de ontem entrou para a história ao dar pela primeira vez o prêmio de direção a uma mulher. E coube a Barbra Streisand fazer as honras – ela mesma já tendo cobiçado a estatueta por muito tempo. Fora isso, a premiação não trouxe grandes surpresas, já que a derrota de “Avatar”, embora não exatamente prevista, também não foi inesperada.

 

Hurt Locker X Avatar

No grande duelo da noite, que também poderia ser representado pela equação James Cameron X Kathryn Bigelow, o “rei do mundo” teve que se contentar com apenas três prêmios técnicos, cabendo à ex-mulher dele não só a proeza de ser a primeira diretora a levar o Oscar, como também de ter o primeiro filme com o conflito no Oriente Médio como pano de fundo sendo premiado como o melhor do ano. “Guerra ao Terror” ainda levou os prêmios de roteiro original, montagem, som e edição de som. Não é, na minha opinião, o melhor filme do ano – esse posto fica para “Bastardos Inglórios”, seguido de perto por “Educação”, “Amor Sem Escalas” e “Distrito 9”, além dos não-indicados “Onde Vivem os Monstros”, “Intrigas de Estado” e “(500) Dias com Ela” – mas ainda assim foi uma escolha bem mais justa que se “Avatar” tivesse vencido.

 

As barbadas e os reconhecimentos

Christoph Waltz (“Bastardos Inglórios”) como melhor ator coadjuvante, Mo´Nique (“Preciosa”) como atriz coadjuvante e “Up – Altas Aventuras” como melhor animação eram as barbadas da noite e confirmaram o favoritismo. Jeff Bridges foi eleito o melhor ator não só pela atuação como o músico decadente de “Crazy Heart”, mas principalmente como reconhecimento por uma carreira brilhante, marcada por grandes atuações (“O Grande Lebowski”, “A Última Sessão de Cinema”, “Starman”, “Tucker”, entre outras) e que nunca tinha sido premiada. De forma parecida, Sandra Bullock levou o prêmio de melhor atriz não apenas pela performance em “Um Sonho Possível”, mas por ter finalmente mostrado um talento que parecia dormente nas inúmeras comédias românticas (várias bobinhas) que a tornaram uma estrela.

 

As surpresas

A grande – e única – grande surpresa da noite foi a vitória do filme argentino “O Segredo dos Seus Olhos” como filme estrangeiro, derrotando os favoritos “A Fita Branca” (Alemanha) e “Um Profeta” (França). Além disso, pode-se dizer que foi uma relativa surpresa o prêmio de roteiro adaptado ter ido para ”Preciosa” no lugar dos (superiores) “Amor Sem Escalas” e “Educação” – os dois filmes acabaram a noite injustamente de mãos abanando.

 

Os melhores momentos da noite

A apresentação de Alec Baldwin e Steve Martin foi divertida, espirituosa mas até que discreta, e teve pelo menos um momento de rolar de rir: a paródia de “Atividade Paranormal” com os dois dormindo na mesma cama.

Já o momento mais emocionante da noite foi o tributo ao diretor e roteirista John Hugues, responsável por alguns dos clássicos adolescentes dos anos 80 e falecido no ano passado. Foi muito legal ver Matthew Broderick (“Curtindo a Vida Adoidado”) e os sumidos Molly Ringwald (“Garota de Rosa-Shocking”), Macaulay Culkin (“Esqueceram de Mim”) e Ally Sheedy (“Clube dos Cinco”), além de outros atores que ficaram marcados pelos filmes do diretor, homenageando o diretor e a família dele (presente na festa) e introuzindo uma montagem com cenas dos filmes.

Não dá pra deixar de mencionar também a hilária aparição de Ben Stiller fantasiado de Na´vi ao entregar o prêmio de maquiagem – lembrando que no ano passado ele também arrancou gargalhadas ao se “disfarçar” de Joaquin Phoenix.

 

As mais belas da noite

 (Rachel McAdams)

 

 (Elizabeth Banks)

 

OS PREMIADOS

Melhor filme: “Guerra ao Terror” (The Hurt Locker) 

Melhor Ator: Jeff Bridges em “Coração Louco” (Crazy Heart)

Melhor Atriz: Sandra Bullock em “Um Sonho Possível” 

Melhor Ator Coadjuvante: Christoph Waltz em “Bastados Inglórios”

Melhor Atriz Coadjuvante: Mo’Nique em “Preciosa”

Melhor Diretor: Kathryn Bigelow por “Guerra ao Terror” 

Melhor Roteiro Adaptado: “Preciosa”, de Geoffrey Fletcher 

Melhor Roteiro Original: “Guerra ao Terror”, de Mark Boal 

Melhor Filme de Animação: “Up – Altas Aventuras”

Melhor Filme Estrangeiro: “O Segredo dos Seus Olhos” – Argentina

Melhor Canção: “The Weary Kind (Theme from Crazy Heart)” , de Ryan Bingham e T Bone Burnett (“Coração Louco”) 

Melhor Direção de Arte: “Avatar”

Melhor fotografia: “Avatar”

Melhor Figurino: “A Rainha Vitória”

Melhor Montagem: “Guerra ao Terror”

Melhor Maquiagem: “Jornada nas Estrelas” (Star Trek)

Melhor Trilha Sonora: “Up – Altas Aventuras” 

Melhor Edição de Som: “Guerra ao Terror”

Melhor Som: “Guerra ao Terror”

Melhores Efeitos Visuais: “Avatar”

Melhor Documentário – Longa: “The Cove”

Melhor Documentário – Curta: “Music by Prudence”  

Melhor Curta de Animação: “Logorama” (Autour de Minuit)

Melhor Curta-Metragem: “The New Tenants”

Read Full Post »

Fazia tempo que eu não alugava filmes, então aproveitei este fim-de-semana sem grandes coisas pra fazer e aluguei dois. Os resultados foram totalmente opostos; um dos filmes me decepcionou, o outro superou minhas expectativas (que já eram altas).

 

Eu adoro o Jack Black e me diverti em todos os filmes que ele fez até agora; também gosto muito do Michael Cera, que vem fazendo vários filmes interessantes ultimamente (inclusive um dos filmes de que eu mais gostei nos últimos tempos, “Nick & Norah – Uma Noite de Amor e Música”); e Harold Ramis dispensa comentários, sendo ator, diretor e/ou roteirista de grandes filmes como “Os Caça-Fantasmas”, “Feitiço do Tempo”, “A Máfia no Divã”, “Clube dos Pilantras” e outros. Mas é bem difícil achar alguma coisa que preste no filme que os três fizeram este ano. “Ano Um” (Year One, EUA, 2009, *) traz Black e Cera como dois homens-das-cavernas que são expulsos da tribo depois de Black comer o “fruto proibido”; eles partem então em uma jornada que os leva a conhecer Caim e Abel, Adão e Eva, Abraão e Issac, até irem parar na cidade de Sodoma, dominada pelos romanos. A idéia até poderia ser interessante, mas as piadas são tão fracas e previsíveis que nunca geram mais que um sorrisinho amarelo. Uma pena, pois é elenco é bem bacana (um desperdício de gente como Hank Azaria, Oliver Platt, Olivia Wilde e Paul Rudd). Além disso, tanto Black quanto Cera fazem exatamente o mesmo papel que fazem em todos os filmes, só que desta vez sem muita graça (aliás, Cera precisa arrumar logo um papel diferente dos que costuma fazer, o que Black já fez em filmes como “King Kong” e “O Amor Não Tira Férias”). Um raro filme que eu não recomendo.

 

Por outro lado, “Intrigas de Estado” (State of Play, EUA, 2009, *****)  é fenomenal. Adaptação de uma mini-série inglesa de 2003 que tinha Bill Nighy, James McAvoy e David Morrissey no elenco e dirigido pelo talentoso Kevin McDonald (“O Último Rei da Escócia”), o filme tem o grande Russell Crowe como um jornalista veterano que se junta a uma novata (a sempre ótima e linda Rachel McAdams) para investigar dois assassinatos ocorridos em Washington que podem ou não estar relacionados, e que podem envolver o senador vivido (bem) por Ben Affleck. Helen Mirren, Robin Wright Penn, Jason Bateman e Jeff Daniels completam o super elenco deste thriller que traz temas atuais e interessantes como o duelo entre o jornalismo à moda antiga e o moderno (já que Crowe é um veterano da imprensa escrita enquanto Rachel é a responsável pelo blog do jornal em que ambos trabalham), a ética no jornalismo (o que é mais importante, ser o primeiro a dar uma notícia ou informar a polícia antes de divulgar pistas?), o poder da indústria bélica (no filme o senador vivido por Affleck lidera uma espécie de CPI que investiga uma empresa chamada PointCorp, que financia guerras), a corrupção na política. Tenso, engenhoso, bem interpretado, enfim, um filmaço imperdível!

Read Full Post »

Pra quem está ansioso pra ver Robert Downey Jr. como o detetive mais famoso de todos os tempos e Jude Law como seu fiel parceiro Dr. Watson, aí vai o trailer. A reinvenção do personagem dirigida por Guy Ritchie estreia só dia 20 de novembro (aqui e nos EUA), mas o hype já está bem alto. Primeiro o diretor soltou a notícia de que o arqui-inimigo de Holmes, o Professor Moriarty, aparecerá bem rápido no final do filme e interpretado por um super astro (as apostas estão em Brad Pitt, com Russell Crowe correndo por fora); essa semana começou a circular pela internet um enigma sinistro. Quem quiser decifrar o enigma, é só digitar o código 94.236.57.221 em seu browser, clicar em “help” e digitar a palavra “IRENE” no campo que irá se abrir – Irene é a personagem da bela Rachel McAdams no filme.

Vejam o trailer aqui:

Read Full Post »