Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Mila Kunis’

Assim como fiz nos quatro meses anteriores, segue a minha listinha com as gatas do mês. Como esse é o último post do ano, serve como “gatas do ano” também (lembro que a ordem é aleatória, ok?).

.

– Katy Perry

Ela só perdeu pra Adele em número de hits esse ano, arrasou nos shows que fez no Brasil, estreou no cinema (são dela a voz e o “shape” da Smurfete no filme “Smurfs”) e acaba de “voltar ao mercado” (hoje ela e o comediante britânico Russell Brand anunciaram o divórcio).

.

– Deborah Secco

Foi eleita a mulher mais sexy do mundo pela revista VIP, fez jornada dupla e bem-sucedida na TV e no cinema (a novela “Insensato Coração” e o filme “Bruna Surfistinha”) e nunca esteve tão linda quanto agora, de cabelos curtos.

.

– Anne Hathaway

Apresentou o Oscar, fez dois ótimos filmes – um deles bem à vontade (“Amor e Outras Drogas”, que é de 2010 mas estreou aqui em 2011) e outro com (um controverso) sotaque britânico e muitos cortes de cabelo (“Um Dia”), e terminou de rodar a terceira aventura do Batman de Christopher Nolan, onde faz a Mulher-Gato. Ah, e está noiva (ninguém é perfeito).

.

– Giovanna Lancelotti

Estreou em grande estilo no horário nobre da Globo (“Insensato Coração”) e terminou o namoro com o líder do Restart. Não precisa mais nada.

.

– Kat Dennings

Roubou a cena em um dos blockbusters do ano (“Thor”) e é a protagonista da comédia nova de maior sucesso da temporada (“2 Broke Girls”).

.

– Lívia de Bueno

É a protagonista da primeira série dramática do canal Multishow (“Oscar Freire 279”), que aliás acaba de ser renovada pra uma segunda temporada, e deu conta de um papel ao mesmo tempo complexo e sensual.

.

– Marjorie Estiano

Fez um dos ensaios mais sexy do ano (na VIP) e está ótima e carismática como uma das protagonistas da novela “A Vida da Gente” (duvido que alguém esteja torcendo pro mocinho Rodrigo ficar com a irmã dela, vivida pela Fernanda Vasconcellos).

.

– Mila Kunis

A russa  naturalizada americana é linda, engraçada (além da Jackie de “That 70´s Show” ela é dubladora oficial das séries animadas “Uma Família da Pesada” e “Frango-Robô”), talentosa (quase roubou a cena de Natalie Portman em “Cisne Negro”) e fez um dos melhores filmes do ano (“Amizade Colorida”). Atualmente ela roda a “prequel” de “O Mágico de Oz”, sob a direção de Sam Raimi.

.

– Rooney Mara

A aposta do diretor David Fincher parece que deu certo, já que Rooney está impressionante só no trailer de “Millenium – Os Homens Que Não Amavam as Mulheres” e já foi indicada ao Globo de Ouro (o Oscar é questão de detalhes). Nem dá pra dizer que era ela a garota que fez com que Mark Zuckerberg criasse o Facebook (no filme “A Rede Social”). Ah, e sim, ela é irmã de Kate Mara, que esteve na listinha do mês passado.

.

– Zooey Deschanel

Ela é a protagonista da outra comédia nova de maior sucesso da atual temporada (“New Girl”), pela qual foi indicada ao Globo de Ouro, está ótima em outro dos melhores filmes do ano (“My Idiot Brother”), lançou um delicioso CD de canções natalinas pelo dueto She & Him e, como se não bastasse, essa semana pôs na “web” um vídeo fofíssimo cantando “What Are You Doing New Year´s?” ao lado do parceiro de “(500) Dias Com Ela” Joseph Gordon-Levitt.

Anúncios

Read Full Post »

Quem frequenta este site há algum tempo sabe que de tempos em tempos eu publico uma listinha com as mulheres mais sexy da atualidade, no estilo das que são feitas em revistas como a VIP e as gringas Maxim, FHM e outras. Sabe também que eu sempre acabo alterando as listas depois da publicação, porque lembro de alguém que esqueci, tiro alguém da lista, altero as posições etc. Por isso, dessa vez decidi fazer algo diferente. Em vez de uma lista com 50, 80, 100 mulheres, vou escolher de tempos dez mulheres que por algum motivo estão em destaque. Estou tentativamente chamando este post de “Gatas do Mês I” porque a idéia é publicá-lo uma vez por mês, mas sabem como é, não necessariamente eu cumprirei esta meta. Assim, sem mais delongas, segue a primeira (vale lembrar que a ordem é aleatória, ou seja, não há primeira, segunda e assim por diante).

ANNE HATHAWAY – Quem me conhece sabe que pra mim a estrela do novíssimo “Um Dia” (já em cartaz nos EUA, breve nos cinemas brasileiros) é a mulher mais linda do mundo. Então não dava pra ela não encabeçar a primeira lista de “gatas do mês”, ainda mais com a divulgação das primeiras imagens dela como a Mulher-Gato do novo filme do Batman (que infelizmente só chega às telas no ano que vem).

GIOVANNA LANCELOTTI – A estreante conseguiu a proeza de roubar a novela “Insensato Coração” das estrelas Paola Oliveira e Deborah Secco, o que não é pra qualquer uma. Linda e boa atriz, tem tudo pra estourar na carreira.

GUILHERMINA GUINLE – Idem à anterior: Guilhermina rouba “O Astro” das belas Alinne Moraes e Carolina Ferraz. E, pra melhorar, está solteira.

CHRISTINA HENDRICKS – Não tem um motivo específico pra ela estar na lista este mês (já que “Mad Men” só volta ano que vem e ela não está em nenhum filme recente), mas eu acabei de começar a ver a quarta temporada da série e ela é a mulher mais sexy do planeta, então achei apropriado.

NATÁLIA LAGE – Embora um tanto sumida da TV (a personagem fixa dela n´“A Grande Família” não tem aparecido tanto), Natália arrasou na peça “Trilhas Sonoras de Amor Perdidas” e está lindíssima na revista Inked (especializada em tatuagens).

     

THAÍS FERSOZA / JULIANNE TREVISOL – Eu só tinha dois motivos pra assistir a novela da Record “Vidas em Jogo”. Um deles era a dupla de protagonistas, na verdade a única coisa que presta na novela. Thaís, inclusive, estará na capa da VIP de setembro.

MILA KUNIS – A chatinha Jackie de “That 70´s Show” foi roubada de uma indicação ao Oscar no ano passado por “Cisne Negro”, estrela  a comédia romântica “Amizade Colorida” (que chega aos cinemas mês que vem), é linda, engraçada e nasceu na Rússia.

EMMA STONE – Uma das atrizes mais promissoras e talentosas da atualidade, a ruivinha fez filmes bacanas como “Superbad – É Hoje”, “Zumbilândia” e “A Mentira”, está nos cinemas em dose dupla esse mês com “Amor à Toda Prova” e “Histórias Cruzadas” e teve divulgadas as primeiras imagens como a loira Gwen Stacy no novo filme do Homem-Aranha.

JENNIFER ANISTON – A eterna Rachel de “Friends” arrasa de biquíni em “Esposa de Mentirinha” (que eu só vi esse mês) e mais ainda no novo “Quero Matar Meu Chefe” como uma dentista ninfomaníaca.

Read Full Post »

Toda publicação masculina que se preze, seja impressa ou online, de tempos em tempos resolve eleger as mulheres supostamente mais sexy do mundo (eu mesmo publico as minhas listinhas de vez em quando). No início do mês, duas destas publicações revelaram as suas campeãs: o site Askmen.com e a revista espanhola DT, com resultados bem discrepantes.

  

O Askmen sempre faz uma lista com 99 gatas e normalmente a vencedora é meio inexplicável – por exemplo, algumas campeãs anteriores foram Eva Mendes e Emmanuelle Chriqui, ambas bonitas mas longe de serem espetaculares. Este ano, porém, eles bateram o recorde em “viagem”: a ganhadora foi a quase insossa Blake Lively, a Serena Van Der Woodsen do seriado “Gossip Girl” – e eu só coloquei o “quase” aí porque recentemente assisti o filme “Atração Perigosa” (The Town) e ela me surpreendeu um pouco. Já a DT montou uma lista mais modesta, com 50 nomes, liderada pela modelo Irina Shayk, que acaba de sair em destaque da Sports Illustrated.

(Blake Lively e Irina Shayk, as campeãs)

O mais curioso é comparar a disparidade entre esse tipo de lista. Por exemplo, Blake Lively foi considerada a primeira pelo AskMen, mas é apenas a 49ª na lista da DT. Já Minka Kelly, uma das novas “Charlie´s Angels” e que foi considerada a mulher mais sexy do mundo no ano passado pela Esquire, ficou em 99º na lista do AskMen (ou seja, é a última). De qualquer forma, o que vale nessas listas é a diversão, já que gosto não se discute, mas se lamenta. E pelo menos a minha preferida, a nova Mulher-Gato Anne Hathaway, subiu dezenas de posições e ficou em 9º na lista do AskMen.

 

As dez primeiras segundo o site AskMen.com:

1) Blake Lively

2) Mila Kunis

3) Sofia Vergara

4) Selita Ebanks

5) Miranda Kerr

6) Cheryl Cole

7) Scarlett Johansson

8 ) Katy Perry

9) Anne Hathaway

10) Jessica Pare

 

As dez primeiras segundo a revista espanhola DT:

1) Irina Shayk

2) Sara Carbonero

3) Adriana Lima

4) Scarlett Johansson

5) Megan Fox

6) Amaia Salamanca

7) Edurne

8 ) Alessandra Ambrósio

9) Pilar Rubio

10) Heidi Klum

(Mila Kunis e Sara Carbonero, as “vices”)

Read Full Post »

Depois de um início de ano bem devagar, começam a chegar aos cinemas boas opções, incluindo as produções que estão indicadas aos prêmios de melhores do ano. Sexta passada (dia 28) estrearam o novo de Sofia Coppola, “Um Lugar Qualquer” (leiam a crítica do filme aqui), e a comédia dramática/romântica “Amor e Outras Drogas”, com Jake Gyllenhaall e a deusa Anne Hathaway bem à vontade na cama (ambos foram indicados ao Globo de Ouro). Outros filmes interessantes que estrearam no mesmo dia foram “Deixe-me Entrar”, o elogiado remake americano do suspense sueco de vampiros “Deixe Ela Entrar” estrelado pela garotinha de “Kick-Ass” (Chloe Moretz) e pelo garotinho de “A Estrada” (Kodi Smith-Mcphee), e “Inverno da Alma”, que tem a revelação Jennifer Lawrence, indicada ao Oscar de melhor atriz (o filme também é finalista ao prêmio principal).

 

Já neste fim-de-semana, dois pesos-pesados do Oscar chegam às telas brasileiras. O suspense “Cisne Negro” (Black Swan), que deve dar o Oscar de melhor atriz para Natalie Portman, e “O Vencedor” (The Fighter), com Mark Wahlberg como um boxeador azarão, que quase com certeza levará as duas estatuetas de coadjuvantes (pra Christian Bale e Melissa Leo, que fazem respectivamente o irmão mais velho e a mãe do protagonista). Ambos também estão indicados pros prêmios de melhor filme e direção, mas tem poucas chances de levar.

(Mila “Sweet Lips” Kunis e Natalie Portman, que se “pegam” em “Cisne Negro”)

 

O cinema nacional também está bem representado com o aguardado “Malu de Bicicleta”, baseado no livro de Marcelo Rubens Paiva e estrelado por Marcelo Serrado, Fernanda de Freitas e Marjorie Estiano. O filme levou vários prêmios em festivais brasileiros durante o ano passado, incluindo Paulínia e Gramado.

Read Full Post »

2010 praticamente terminou e, pra comemorar, eu publico a terceira edição da minha listinha das “mulheres mais belas do mundo” (ou seja lá qual for a melhor denominação pra isso), seguindo a onda de diversas revistas e publicações que fazem isso todo fim de ano (a VIP escolheu a “panicat” Juju Salimeni, a GQ americana ficou com Scarlett Johansson, a Esquire deu o título pra Minka Kelly e assim por diante).  Dessa vez estou fazendo um pouco diferente – um Top 20 com 10 brasileiras e 10 estrangeiras em cada posição, e depois mais 50 mulheres que merecem uma menção em ordem alfabética. Claro que a lista não é exaustiva, e eu de vez em quando costumo lembrar de alguém que esqueci. Quem quiser publicar a sua própria lista, fique à vontade para deixá-la nos comentários (pode ser uma lista de homens também, se for o caso). Enjoy.

 

1)

 Paola Oliveira

   

Anne Hathaway

   

   

2)

Andreia Horta

    

Rachel McAdams

    

      

3)

Luisa Micheletti

    

Natalie Portman

 

       

4)

Fernanda de Freitas

          

Mary Elizabeth Winstead

        

 

5)

Alinne Moraes

             

Christina Hendricks

         

        

         

6)

Giovanna Ewbank

                 

Scarlett Johansson

 

          

7)

Branca Messina

          

Jessica Alba

 

            

8 )

Erika Mader

                

Erica Durance

 

             

          

9)

Letícia Sabatella

       

Kate Beckinsale

 

        

10)

Mariana Ximenes

                

Ludivine Sagnier

 

     

      

+++++

Alessandra Ambrósio

   

Alice Braga 

     

Angelina Jolie

  

Amanda Peet

           

Amanda Riguetti

 

Amanda Seyfried

             

Amber Heard     

      

Billie Piper

   

Britney Spears

 

Bruna Linzmeyer

   

Carol Castro

    

Carolina Dieckmann

     

Chan Marshall (aka Cat Power)

 

Daisy Lowe

 

Dani Suzuki

 

     

Eliza Dushku

      

Emma Roberts

   

Emma Stone

 

Emma Watson

 

Emmy Rossum    

    

 

Freida Pinto

      

Gemma Arterton

 

Grazi Massafera

       

Hayley Williams

    

Julianne Moore

           

Julie Bowen

 

Katy Perry

   

Keira Knightley

                 

Kelly Reilly

         

Kristen Bell

           

Kristen Stewart

       

Leighton Meester

     

Maria Flor

            

Marion Cotillard

        

Marjorie Estiano

          

Mary-Louise Parker

       

Mena Suvari

               

Mila Kunis

          

     

Milena Toscano

           

Minka Kelly      

            

Olivia Wilde

         

Rachel Bilson

       

Rachel Weisz 

                    

Rosane Mulholland 

                

Sarah Shahi

 

          

Sienna Guillory

       

Sienna Miller

         

Sophia Bush

         

Read Full Post »

Foram anunciados nesta terça (dia 14) os indicados ao Globo de Ouro 2011, que acontecerá no dia 16 de janeiro.

 

Nas categorias cinematográficas, os dois filmes melhor avaliados do ano até agora, “A Origem” (Inception) e “A Rede Social” (The Social Network), comprovaram o favoritismo (e devem brigar pelos prêmios de filme dramático, roteiro e direção), mas perderam o posto de campeão em indicações para “O Discurso do Rei” (The King´s Speech), filme inglês que provavelmente verá seu astro Colin Firth levar a maioria dos prêmios de melhor ator desta temporada (ele faz o rei George VI, que assumiu o trono de surpresa, após a renúncia do irmão, e teve que vencer uma gagueira). Outro filme com várias indicações, e que vem dividindo os críticos desde que estreou no Festival de Veneza, é “Cisne Negro” (Black Swann), o thriller psicológico estrelado por Natalie Portman como uma bailarina que pode ou não estar paranoica. Completa o Top 5 de filmes dramáticos “O Vencedor” (The Fighter), dirigido pelo sumido David O. Russel.

 

Já na categoria comédia/musical, as surpresas foram as indicações do “meio brega” “Burlesque” (sobre dançarinas em Las Vegas, estrelado por Cher e Christina Aguilera) e do policial “Red – Aposentados e Perigosos” (aquele que tem a dama Helen Mirren como uma ex-agente da CIA ao lado de Bruce Willis e Morgan Freeeman). Fecham a lista de finalistas o favorito “Minhas Mães e Meu Pai” (The Kids Are Alright), um dos mais elogiados do ano; o recém-estreado “O Turista” (The Tourist), protagonizado por Johnny Depp e Angelina Jolie; e, claro, a “Alice” de Tim Burton.

 

Uma curiosidade interessante da disputa desse ano é o duelo entre Christopher Nolan e Darren Aronovsky, dois diretores que despontaram na mesma época (eles tem a mesma idade e dirigiram o primeiro longa no mesmo ano, 1998), são conhecidos por serem cineastas bastante autorais (são normalmente os roteiristas dos próprios filmes, em geral bastante criativos e originais) e chegaram ao topo com trajetórias diferentes. Nolan começou com o pouco visto mas elogiado “Following” (inédito no Brasil) e logo depois estourou com “Amnésia” (Memento), subindo o primeiro degrau da “escada de poder hollywoodiana” já em seu filme seguinte, “Insônia”, com astros do quilate de Al Pacino e Robin Williams – o que se seguiu foi uma reta sempre ascendente, com “Batman Begins”, “O Grande Truque” “O Cavaleiro das Trevas”, culminando com “A Origem”, roteiro que ele começou a escrever oito anos atrás. Já Aronovsky teve um início parecido, com os cultuados “Pi” e “Réquiem para um Sonho”, mas errou a mão quando foi acolhido pelo “cinemão”, optando pelo belo mas difícil (e fracassado) “Fonte da Vida” (The Fountain) (que tinha a futura ex-esposa dele, Rachel Weisz, no papel principal ao lado de Hugh Jackman). Depois disso, teve que dirigir (e bancar) um filme menor, “O Lutador” (The Wrestler), que graças principalmente a um inspirado (e renascido das trevas) Mickey Rourke devolveu o prestígio ao diretor. “Cisne Negro”, o novo filme dele, pode surpreender nas premiações da temporada, principalmente com suas atrizes, Natalie Portman e Mila Kunis (ambas indicadas ao Globo de Ouro, a primeira como principal e a segunda como coadjuvante). E a maior prova da entrada definitiva de Aronovski no grupo de “diretores do momento” é, assim como aconteceu com Nolan alguns anos atrás, o convite pra dirigir um blockbuster de super-herois – no caso dele, o novo filme do Wolverine, previsto para 2012.

 

Ainda falando nos diretores, outro indicado é David O.Russell, que parece querer ser o “novo Terrence Malick”, já que fica anos sem filmar. Ele começou bem em 99 com o ótimo “Três Reis” (Three Kings), um dos primeiro filmes a tratar da Guerra do Golfo e que tinha George Clooney e Mark Wahlberg como protagonistas. Depois, esperou quase seis anos pra fazer o irregular mas bacaninha “Huckabees – A Vida É uma Comédia” (I Heart Huckabees), com Jude Law, Dustin Hoffman e Naomi Watts (e de novo Mark Wahlberg). Agora, outros seis anos depois, ele vem com “O Vencedor”, drama sobre irmãos no mundo do boxe, mais uma vez com Wahlberg, agora ao lado de Christian Bale (os dois atores estão indicados também). 

   

Quanto aos prêmios de atuação, os duelos devem ficar entre Colin Firth e James Franco (ator em drama), Natalie Portman e a novata Jennifer Lawrence (atriz em drama), Julianne Moore e Annette Bening (atriz em comédia, as duas pelo mesmo filme, inclusive) e Johnnie Depp e Johnnie Depp (sim, ele concorre contra si mesmo na categoria de ator em comédia). Já entre os coadjuvantes, é bem possível que Michael Douglas leve um prêmio sentimental (o ator atualmente está em tratamento contra um câncer na garganta) pela continuação de “Wall Street” (o que seria bem curioso, já que ele seria premiado duas vezes pelo mesmo papel), enquanto a favorita Helena Bonham-Carter pode perder para Mila Kunis (isso se os votantes se esquecerem – ou lembrarem – que se trata da mesma atriz que fazia a pentelha Jackie na sitcom “That 70´s Show”).

 

Entre os “injustiçados” que passaram batido estão Leonardo DiCaprio, que poderia ter sido indicado tanto por “A Origem” como por “Ilha do Medo”; o próprio “Ilha do Medo”, de Martin Scorsese; o novo dos irmãos Coen, “True Grit”, e seu astro Jeff Bridges; Julia Roberts por “Comer, Rezar, Amar”; e George Clooney por “Um Homem Misterioso”.

 

Segue abaixo a lista completa com todos os indicados em cinema (a parte da TV vem mais tarde).

 

Melhor filme (drama)

  • Cisne Negro
  • O Vencedor
  • A Origem
  • O Discurso do Rei
  • A Rede Social

Melhor filme (musical / comédia)

  • Alice no País das Maravilhas
  • Burlesque
  • Minhas Mães e meu Pai
  • RED – Aposentados e Perigosos
  • O Turista

Melhor ator (drama)

  • Jesse Eisenberg – A Rede Social
  • Colin Firth – O Discurso do Rei
  • James Franco – 127 Horas
  • Ryan Gosling – Blue Valentine
  • Mark Wahlberg – O Vencedor

Melhor atriz (drama)

  • Halle Berry – Frankie and Alice
  • Nicole Kidman – The Rabbit Hole
  • Jennifer Lawrence – Inverno da Alma
  • Natalie Portman – Cisne Negro
  • Michelle Williams – Blue Valentine

Melhor ator (musical / comédia)

  • Johnny Depp – Alice no País das Maravilhas
  • Johnny Depp – O Turista
  • Paul Giamatti – Barney’s Version
  • Jake Gyllenhaal – Amor e Outras Drogas
  • Kevin Spacey – Casino Jack

Melhor atriz (musical / comédia)

  • Annette Bening – Minhas Mães e meu Pai
  • Anne Hathaway – Amor e Outras Drogas
  • Angelina Jolie – O Turista
  • Julianne Moore – Minhas Mães e meu Pai
  • Emma Stone – Easy A

Melhor ator coadjuvante

  • Christian Bale – O Vencedor
  • Michael Douglas – Wall Street 2
  • Andrew Garfield – A Rede Social
  • Jeremy Renner – Atração Perigosa
  • Geoffrey Rush – O Discurso do Rei

Melhor atriz coadjuvante

  • Amy Adams – O Vencedor
  • Helena Bonham Carter – O Discurso do Rei
  • Mila Kunis – Cisne Negro
  • Jacki Weaver – Animal Kingdom
  • Melissa Leo – O Vencedor

Melhor diretor

  • Darren Aronovsky – Cisne Negro
  • David Fincher – A Rede Social
  • Tom Hooper – O Discurso do Rei
  • Christopher Nolan – A Origem
  • David O. Russell – O Vencedor

Melhor roteiro

  • Danny Boyle and Simon Beaufoy – 127 Horas
  • Lisa Cholodenko e Stuart Blumberg – Minhas Mães e meu Pai
  • Christopher Nolan – A Origem
  • David Seidler – O Discurso do Rei
  • Aaron Sorkin – A Rede Social

Melhor filme em língua estrangeira

  • Biutiful
  • The Concert
  • The Edge
  • I Am Love
  • Em um Mundo Melhor

Melhor longa animado

  • Meu Malvado Favorito
  • Como Treinar o Seu Dragão
  • O Mágico
  • Enrolados
  • Toy Story 3

Melhor trilha sonora original

  • Alexandre Desplat – O Discurso do Rei
  • Danny Elfman – Alice no País das Maravilhas
  • A.R. Rahman – 127 Horas
  • Trent Reznor e Atticus Ross – A Rede Social
  • Hans Zimmer – A Origem

Melhor canção original

  • “Bound to You” – Burlesque
  • “Coming Home” – Country Strong
  • “I See the Light” – Enrolados
  • “There’s A Place For Us” – As Crônicas de Nárnia: A Viagem do Peregrino da Alvorada
  • “You Haven’t Seen The Last of Me” – Burlesque

Read Full Post »

Novidades bem bacanas que vem por aí nas telinhas, começando com dois dos diretores mais cult do momento.

 

Primeiro, “Black Swan”, thriller psicológico de Darren Aronofski que traz Natalie Portman como uma bailarina que se vê ameaçada por uma rival, vivida por Mila Kunis. O diretor da companhia de dança é interpretado pelo francês Vincent Cassell, e o filme ainda tem Winona Ryder e Barbara Hershey no elenco. Aronofski começou arrebentando com os excelentes “Pi” e “Requiem para uma Paixão”, deu uma escorregada leve com “Fonte da Vida” (bom, mas viajante demais) e recuperou prestígio com “O Lutador”. Esse novo promete – o trailer é bem tenso, com direito até a um beijo entre as protagonistas. Confira:

 

Depois, o retorno da sumida Sofia Coppola, que não fez mais nada depois de “Maria Antonieta”. O novo filme, “Somewhere”, tem Stephen Dorff como um cineasta famoso e baladeiro que precisa sossegar pra cuidar da filha, vivida por Elle Fanning (irmã mais nova de Dakota). O trailer tem bem a cara dos outros filmes da diretora e também parece bem bacana.

 

 

Pra encerrar, um diretor que não é exatamente cult, mas um cara conhecido por ser um “operário” do cinema, com tudo que essa definição tem de bom e de ruim – ele dirige todo tipo de filme e raramente imprime uma cara própria aos filmes, que às vezes funcionam muito bem (“Tempo de Matar”, “Um Dia de Fúria”, “Por um Fio”, “Tigerland”), outras nem tanto (“Batman e Robin”, “Em Má Companhia”). De qualquer forma, “Twelve”, embora não esteja recebendo críticas lá muito boas (estreou nos EUA no fim-de-semana passado), parece no mínimo interessante, seguindo a tradição de filmes como “Abaixo de Zero”, que mostram jovens vivendo louca e inconsequentemente. O elenco tem Chace Crawford (o Nate de “Gossip Girl”) como um jovem traficante que não usa as drogas que vende, a gracinha Emma Roberts (sobrinha de Julia) como a garota de quem ele esconde o lado negro, o rapper 50 Cent como um bad boy (jura?) e narração de Kiefer Sutherland. 

 

Read Full Post »