Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Kate Beckinsale’

“Contraband”, com o Mark Wahlberg e a Kate Beckinsale (sem previsão de estreia no Brasil), fez sucesso nas bilheterias americanas no começo do ano e acabou de sair em Blu-Ray e DVD por lá. Remake de um filme islandês (curiosamente, o diretor da versão “made in USA” era o astro do original), é um thriller de ação bem acima da média, meio heist movie (i.e., aqueles filmes que mostram um grande golpe pra roubar alguma coisa, tipo “Ocean´s Eleven” e afins). Wahlberg é um ex-contrabandista que largou a vida de crimes depois de casar e ter dois filhos, mas é arrastado de volta quando o cunhado se envolve com um traficante (Giovanni Ribisi) – e o golpe pra salvar a pele do moleque envolve dinheiro falso, um navio cargueiro, a cidade do Panamá e até uma pintura de Jackson Pollock. O bom elenco ainda tem Ben Foster como o melhor amigo do protagonista, outro ex-criminoso reformado (**SPOILER ALERT**: mas quem conhece o ator sabe que ele raramente é bonzinho, então dá pra imaginar que tem algo estranho ali **SPOILER ALERT**). O filme já valeria só pela Kate Beckinsale, sempre linda (e em versão indefesa dessa vez, descansando um pouco de dar porrada nos outros como vem fazendo bastante nos últimos filmes), mas prende a atenção e vale os 100 minutos de duração.

.

“Contraband” (EUA, 2012) – Dir.: Baltasar Kormákur. Com Mark Wahlberg, Kate Beckinsale, Ben Foster, Giovanni Ribisi, J.K.Simmons, Diego Luna.

NOTA: 7

Read Full Post »

O Grammy de ontem começou com uma oração em homenagem a Whitney Houston, conduzida pelo mestre-de-cerimônia da noite L.L. Cool J.  (pra quem não esteve neste planeta no fim-de-semana, a cantora foi encontrada morta em um quarto de hotel na madrugada de sábado para domingo) e teve diversas homenagens e menções a ela durante a noite (a principal delas foi uma bela performance de Jennifer Hudson cantando “I Will Always Love You”). E tirando a overdose do insuportável Chris Brown (que cantou sozinho, depois acompanhado em um mash-up que incluiu David Guetta, Foo Fighters e Dead Maus, e pra piorar ainda ganhou um prêmio), foi até que divertida. Embora algumas performances tenham parecido mal ensaiadas (né, Maroon 5 e Foster the People?) e outras tenham sido exageradas e mal colocadas (a esquisita mas interessante apresentação da Nicky Minaj deveria ter sido mais curta e feita no início da festa, e não perto do final), as que foram legais valeram a noite (Rihanna + Coldplay, Bruce Springsteen, os Beach Boys reunidos depois de sei lá quanto tempo e principalmente o final do show, com Sir Paul McCartney ensinando como se faz).

Como esperado, Adele fez “a rapa”, levando todos os seis prêmios aos quais havia sido indicada. Ela, aliás, cantou “Rolling in the Deep”, levando a platéia ao delírio e mostrando estar plenamente recuperada do problema que teve nas cordas vocais.

Quem também se deu bem foram os Foo Fighters, que ganharam praticamente todos os prêmios de rock.

Confira aqui os principais premiados (fiz uma seleçãozinha dentre as 78 categorias):

Álbum do Ano: 21, Adele

Gravação do Ano: “Rolling in the Deep,” Adele

Canção do Ano: “Rolling in the Deep,” Adele

Artista Revelação: Bon Iver

Performance de Pop Solo: “Someone Like You,” Adele

Performance de  Duo/Grupo Pop: “Body and Soul,” Tony Bennett e Amy Winehouse

Performance de Rock: “Walk,” Foo Fighters

Performance de Rap: “Otis,” Jay-Z e Kanye West

Performance de Country Solo: “Mean,” Taylor Swift

Performance de Country Duo/Grupo: “Barton Hollow,” The Civil Wars

Performance de Hard Rock/Metal: “White Limo,” Foo Fighters

Performance de R&B: “Is This Love,” Corinne Bailey Rae

Performance de R&B Tradicional: “Fool for You,” Cee Lo Green e Melanie Fiona

Colaboração de Rap: “All of the Lights,” Kanye West, Rihanna, Kid Cudi e Fergie

Canção de Rap: “All of the Lights,” Jeff Bhasker, Malik Jones, Warren Trotter e Kanye West

Canção de R&B: “Fool for You,” Cee Lo Green e Jack Splash

Canção de Country: “Mean,” Taylor Swift

Canção de Rock: “Walk,” Foo Fighters

Álbum de Pop Vocal: 21, Adele

Álbum de Pop Tradicional: Duets II, Tony Bennett e vários artistas

Álbum de Rock: Wasting Light, Foo Fighters

Álbum de Música Alternativa: Bon Iver, Bon Iver

Álbum de Rap: My Beautiful Dark Twisted Fantasy, Kanye West

Álbum de Country: Own the Night, Lady Antebellum

Álbum de R&B: F.A.M.E., Chris Brown

Álbum de Folk: Barton Hollow, The Civil Wars

Álbum de Pop Instrumental: The Road From Memphis, Booker T. Jones

Álbum de Teatro Musical: The Book of Mormon

Álbum de Trilha Sonora (cinema): The King´s Speech

Álbum de Trilha Sonora (TV): Boardwalk Empire

Álbum de Comédia: Hilarious, Louis C.K

Video/Filme (curta): “Rolling in the Deep,” Adele

Video/Filme (longa): “Foo Fighters: Back and Forth,” Foo Fighters

Produtor do Ano, Não-Clássico: Paul Epworth (produtor da Adele)

Produtor do Ano, Clássico: Judith Sherman

 

Confira a performance de Adele ontem:

.

E esse foi o melhor momento da noite, com Sir Paul e convidados (incluindo Dave Grohl e “The Boss” Bruce Springsteen):

.

E a mais gostosa da noite foi a Rihanna:

(Rihanna de costas)

.

 (Rihanna de frente)

.

 (Rihanna e a BFF Katy Perry, que tava bonita mas perdeu por causa do cabelo “quero ser uma andróide no remake de Blade Runner”)

.

(Rihanna e Gwyneth Paltrow, que cismou que sabe cantar e agora não perde um Grammy, mas ontem só apresentou prêmio)

.

Ah, e pra completar ainda teve a presença da deusa Kate Beckinsale apresentando um prêmio (não entendi o que ela foi fazer lá, mas não dá pra reclamar):

(Kate Beckinsale entregando um prêmio com o MC da noite L.L. Cool J.)

Read Full Post »

Depois de ver Kate Beckinsale em tantos filmes hollywoodianos, como a série “Anjos da Noite (Underworld)”, “Click”, “Van Helsing” e “O Aviador” (em que ela fazia uma das mulheres mais bonitas do cinema antigo, Ava Gardner), a gente até esquece que ela é inglesa. Mas basta vê-la dando uma entrevista (como essa abaixo, no programa do David Letterman semana passada) pra lembrar que ela, uma das mulheres mais bonitas do cinema atual, tem um delicioso sotaque britânico (como mostrava em seus primeiros filmes, como “Muito Barulho por Nada”, onde era a jovem Hero).

Esse ano teremos pelo menos três oportunidades de ver Kate nas telas: na quarta parte da série “Anjos da Noite” (Underworld: Awakenings), no filme de ação “Contrabando” (ao lado de Mark Wahlberg) e no remake de “O Vingador do Futuro (Total Recall)”.

Read Full Post »

Eis os destaques cinematográficos da Comic-Com 2011:

“The Amazing Spider-Man” – as aventuras do herói reiniciam do zero, potencialmente do mesmo jeito que Christopher Nolan fez com o Batman. Não que houvesse algum problema com os filmes dirigidos por Sam Raimi e estrelados por Tobey Maguire – mas como os dois não se entenderam com o estúdio em relação a uma nova continuação, essa foi a opção escolhida. O comando do filme ficou com Mark Webb (diretor do excelente “(500) Dias Com Ela”), enquanto o aracnídeo é vivido pelo inglês Andrew Garfield (de “A Rede Social” e “Não Me Abandone Jamais”). Já a mocinha da vez deixa de ser a Mary Jane de Kirsten Dunst e passa a ser Gwen Stacy, que nos quadrinhos foi a primeira namorada de Peter Parker e é aqui interpretada pela bela e sempre ótima Emma Stone (de “A Mentira”, “Superbad – É Hoje” e “Zumbilândia”, agora loira).  Completam o elenco o ator Rhys Ifhans (“Notting Hill”) como o Dr. Curt Connors (que se torna o vilão Lagarto) e os veteranos Martin Sheen e Sally Field como os tios de Peter Parker. E embora o filme só chegue aos cinemas em julho de 2012 (em 3D, claro), a excitação na feira foi bem grande.

(Emma Stone e Andrew Garfield em cena do novo Homem-Aranha)

     

“O Vingador do Futuro” (Total Recall) e “A Hora do Espanto” (Fright Night)– não, você não voltou no tempo. Dois dos destaques da Comic-Con 2011 foram os remakes destes dois filmes – a ficção-científica estrelada por Arnold Schwarzenegger e dirigida pelo holandês Paul Verhoeven e o quase-clássico do terror dos anos 80. Por que eles estão juntos? Porque além de serem refilmagens, ambos são estrelados pelo mesmo ator: o irlandês Colin Farrell. No primeiro, Colin é o protagonista, um cara comum que está cansado da vidinha rotineira e decide fazer uma viagem virtual, só para descobrir que é na verdade um agente secreto – ou será que tudo faz parte do “implante de férias”? Ao lado dele está Jessica Biel, no papel que era de Sharon Stone no original. A direção é de Len Wiseman (“Anjos da Noite”). Já no segundo, o ator faz o vampiro fã da canção “Strangers in the Night” (e imortalizado pelo sumido Chris Sarandon no filme de 85), que é descoberto pelo vizinho adolescente (o ótimo Anton Yelchin, de “Star Trek”). A diferença entre os filmes (além do tema, claro) é a data de estréia: enquanto “O Vingador” só chega aos cinemas em agosto de 2012, “A Hora” estará nas telas já no mês que vem (pelo menos nos EUA).

    

    

“Anjos da Noite 4” (Underworld: Awakenings) – a saga dos vampiros e lobisomens chega ao quarto episódio com a volta da fenomenal Kate Beckinsale à série (ela ficou fora do terceiro filme, que era na verdade uma prequel), mas sem o diretor dos outros filmes, Len Wiseman (que, como visto acima, preferiu tocar o remake de “O Vingador do Futuro”). No novo episódio, Selene (personagem de Kate) acorda após um longo período de hibernação em um mundo onde os humanos estão acabando com as raças “estranhas” – ao mesmo tempo em que descobre ter uma filha adolescente. A estréia está prevista para janeiro de 2012.

    

    

“As Aventuras de Tintim” – Sim, o jovem detetive/repórter criado pelo cartunista belga Hergé está chegando às telonas, cortesia do diretor Steven Spielberg e do produtor Peter Jackson. O filme é uma animação em motion-capture, estilo “O Expresso Polar” e o recente “Os Fantasmas de Scrooge”, com Jamie Bell (o eterno “Billy Elliot”) no papel principal, Daniel Craig e Andy Serkis, entre outros. Nos cinemas em dezembro deste ano.

    

     

“Warrior” – Já imaginou um filme de luta em que o público chora? Ainda mais se a luta em questão é a famigerada MMA (mixed-martial-arts, o famoso vale-tudo)? Pois é isso que prometem os atores Tom Hardy (o inglês-sensação do momento, depois de “A Origem” e com o novo “Batman” a caminho) e Joel Edgerton (do ótimo e pouco visto “Reino Animal”). Eles fazem irmãos com trajetórias de vida diferentes que acabam tendo que se enfrentar na final de um campeonato. Tenso. O filme chega às telas em setembro.

   

    

“Immortals” – esse é um daqueles filmes que de tão ruim deve ser bom. Com direção do sumido Tarsem Singh (lembram de “A Cela”, com a Jennifer Lopez?) e supostamente num estilo “300” de ser, o épico é mais um que volta à mitologia grega, dessa vez pra contar a história de Teseu, vivido pelo futuro “Superman” Henry Cavill (“The Tudors”). Completam o elenco a bela Freida Pinto (“Quem Quer Ser um Milionário”) e Mickey Rourke como o vilão Hyperion. Estréia: novembro.

      

      

“O Corvo” (The Raven) – Este não é o remake do filme estrelado pelo finado Brandon Lee (que, no entanto, deve sair logo mais, provavelmente com Bradley Cooper no papel) e também não é uma adaptação do conto clássico de Edgar Allan Poe – mas tem muita ligação com o último. Poe, na verdade, é o protagonista do filme. Vivido por John Cusack, ele se torna aqui uma espécie de detetive, tendo que encontrar um serial killer que comete crimes inspirados em seus próprios textos. A direção é de outro sumido, James McTeigue (“V de Vingança”) e a estréia está programada pra março de 2012. Parece bem legal.

      

       

Outros: também estiveram na feira as equipes/elencos de filmes muito aguardados e que já estrearam ou estão prestes a estrear (“Cowboys & Aliens”, com Harrison Ford e Daniel Craig, “Planeta dos Macacos: a Origem”, com James Franco, e o remake de “Conan, o Bárbaro”), além, é claro, da turma da saga “Crepúsculo”, cujo quarto filme, “Amanhecer – Parte 1” chega às telas em novembro (vale lembrar que Taylor Lautner, o Jacob, também promoveu seu outro filme, “Sem Saída”, que estréia em setembro e é a primeira tentativa dele de se firmar como astro fora da série adolescente).

P.S.: Logo mais as novidades em séries de TV.

Fonte: Entertainment Weekly

Read Full Post »

2010 praticamente terminou e, pra comemorar, eu publico a terceira edição da minha listinha das “mulheres mais belas do mundo” (ou seja lá qual for a melhor denominação pra isso), seguindo a onda de diversas revistas e publicações que fazem isso todo fim de ano (a VIP escolheu a “panicat” Juju Salimeni, a GQ americana ficou com Scarlett Johansson, a Esquire deu o título pra Minka Kelly e assim por diante).  Dessa vez estou fazendo um pouco diferente – um Top 20 com 10 brasileiras e 10 estrangeiras em cada posição, e depois mais 50 mulheres que merecem uma menção em ordem alfabética. Claro que a lista não é exaustiva, e eu de vez em quando costumo lembrar de alguém que esqueci. Quem quiser publicar a sua própria lista, fique à vontade para deixá-la nos comentários (pode ser uma lista de homens também, se for o caso). Enjoy.

 

1)

 Paola Oliveira

   

Anne Hathaway

   

   

2)

Andreia Horta

    

Rachel McAdams

    

      

3)

Luisa Micheletti

    

Natalie Portman

 

       

4)

Fernanda de Freitas

          

Mary Elizabeth Winstead

        

 

5)

Alinne Moraes

             

Christina Hendricks

         

        

         

6)

Giovanna Ewbank

                 

Scarlett Johansson

 

          

7)

Branca Messina

          

Jessica Alba

 

            

8 )

Erika Mader

                

Erica Durance

 

             

          

9)

Letícia Sabatella

       

Kate Beckinsale

 

        

10)

Mariana Ximenes

                

Ludivine Sagnier

 

     

      

+++++

Alessandra Ambrósio

   

Alice Braga 

     

Angelina Jolie

  

Amanda Peet

           

Amanda Riguetti

 

Amanda Seyfried

             

Amber Heard     

      

Billie Piper

   

Britney Spears

 

Bruna Linzmeyer

   

Carol Castro

    

Carolina Dieckmann

     

Chan Marshall (aka Cat Power)

 

Daisy Lowe

 

Dani Suzuki

 

     

Eliza Dushku

      

Emma Roberts

   

Emma Stone

 

Emma Watson

 

Emmy Rossum    

    

 

Freida Pinto

      

Gemma Arterton

 

Grazi Massafera

       

Hayley Williams

    

Julianne Moore

           

Julie Bowen

 

Katy Perry

   

Keira Knightley

                 

Kelly Reilly

         

Kristen Bell

           

Kristen Stewart

       

Leighton Meester

     

Maria Flor

            

Marion Cotillard

        

Marjorie Estiano

          

Mary-Louise Parker

       

Mena Suvari

               

Mila Kunis

          

     

Milena Toscano

           

Minka Kelly      

            

Olivia Wilde

         

Rachel Bilson

       

Rachel Weisz 

                    

Rosane Mulholland 

                

Sarah Shahi

 

          

Sienna Guillory

       

Sienna Miller

         

Sophia Bush

         

Read Full Post »